TEXTOS PARA DISCUSSÃO

A Juíza de Direito da 29.ª Vara Cível, Glória Heloiza Lima da Silva, decidiu anular a eleição realizada em 07/11/2017 e determinou que o Vasco realizasse nova eleição em 8/12/2018. Embora recursos sejam possíveis, em especial devido à punição dos membros da Chapa Azul (à primeira vista, impertinente) e à fixação da data (sem aderência ao Estatuto), cabe, ao Vasco, cumprir a Decisão. Deve marcar a data e definir as regras no tempo e na forma, acordados entre Autor e Parte Ré, que sejam melhores para o Vasco, na linha sugerida pela Magistrada.  

Sobretudo, o fato deve servir para estimular os poderes do Vasco, as chapas que queiram participar do pleito e os líderes, no sentido da maior transparência na vida vascaína. Uma atitude para que o Vasco saia da Era da Mentira e inicie a Era da Verdade, indispensável ao ponto fundamental da sentença, explicitado pela Magistrada:

   “…possibilidade de mediação, como forma de construção de circulo de confiança e paz, …, que vise o alcance prático, útil e futuro da presente decisão.

Neste sentido, dois aspectos são indispensáveis, dado que haverá novas eleições. Primeiro, que a atual Direção divulgue as principais conclusões da Auditoria prometida sobre anos anteriores; segundo, que sejam conhecidos os intervenientes e as condições dos recursos do Fundo de Júlio Brant.  

A Auditoria, porque há necessidade de identificação dos responsáveis de desvio de conduta, se houver. Os esclarecimentos sobre o Fundo de Brant porque este é a grande credencial da Sempre Vasco por se tratar, o capital de risco, da única forma capaz de mudar o destino do Vasco. Não pode ser diferente de capital de risco porque Brant sabe, desde maio de 2014, que o Vasco não pode se endividar e que não tem garantias a oferecer. Se o Vasco tivesse garantias, choveria dinheiro em São Januário.

Essas pinceladas sugerem um acordo, que trate de datas e condições para o cumprimento da Sentença, de modo a não prejudicar o Vasco nesta fase final do Campeonato. O Pensar Vasco fará, brevemente, uma proposta neste espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *